DICA

Pneu furado

Pneu furado
Todo mundo sabe que a melhor maneira de evitar pneu furado é tê-lo em boas condições e calibrado. Não se esqueça do estepe: muita gente deixa inclusive de calibrá-lo. Faça a verificação no mínimo uma vez por mês e antes de cada viagem.

Sintomas e dicas
Pneus carecas, com desgastes irregulares ou bolhas são mais suscetíveis a perfurações e cortes.
Não rode nas extremidades das pistas, próximo ao acostamento. Esse é o local onde a sujeira fica acumulada, “berço” de pregos e parafusos.
Em estradas mal conservadas, o ideal é diminuir a velocidade para conseguir passar pelos buracos. Se você estiver em alta velocidade é melhor perder o pneu e amassar a roda, pois manobras bruscas poderão causar um acidente ainda pior.

Vale um alerta importante: muitas pessoas morrem ao trocar um simples pneu na estrada, na maioria das vezes por estacionar o carro muito próximo da pista ou até mesmo por não posicionar o triângulo a uma distância adequada.
O Conselho Nacional de Trânsito fala em no mínimo em 30 metros; minha indicação é posicionar o triângulo a 100 m de distância. Explico: a uma velocidade de 100km/h, um veículo percorrerá estes mesmos 100 m em pouco mais de três segundos, portanto, quanto maior a velocidade do trecho, maior deverá ser a distância.
Se você é “marinheiro de primeira viagem”, sugiro que experimente trocar o pneu em sua garagem. Além de se entender com o macaco e a chave de roda, evitará surpresas com o equipamento na estrada.

Venha fazer uma visita no Paulão e Faça um orçamento antes de sair viajando. Prevenir sempre é melhor do que remediar.